Teu olhar na multidão

 

Hoje acordei

Depois uma noite escura

Fogo e trovão riscaram o céu

E eu embevecido em sua doçura

Velejava num barquinho de papel

 

Uma longa noite assim passou

Uma miragem no horizonte se perdeu

Quando a eternidade nos lançou

O destino era você e eu

 

Ontem não vi a cicatriz

Hoje entendo a razão

Porque tudo o que sempre quis

Era o teu olhar na multidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *