O amor e a poesia

 

 

Certo dia

Um jovem guerreiro

Deixou seu arco e sua flecha

E sem nenhuma pressa

Subiu a mais alta montanha

Do lugar

 

Lá de cima pôs-se a contemplar

E a inspirar

Algo que jamais sentira

Até embriagar-se

Na beleza da essência

E sentir sua existência

Em espírito emanar

 

Estava ele e sua Maria

Diante de um lindo por do sol

Profundamente surpreendidos

Mas eternamente agradecidos

Com a beleza que viam

Seus corações transbordavam em palavras

Que seus olhos

Em versos transcreviam

 

E nessa majestosa viagem

Ao som do vento

E da magia

Ele se transformou no amor

E ela em poesia

2 thoughts on “O amor e a poesia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *