UNS E OUTROS NA RODA DA VIDA

Todos os finais de ano umas pessoas aproveitam para fazer o balanço do que deu certo e outras para lamentar o que não deu.

A verdade é que independente do período, início, ou fim, sempre haverá ganhos, perdas, surpresas, rotinas, catástrofes e glorias para uns e para outros.

Para uns o ano foi, ou será de muitas realizações, assim como para outros será de profundas desilusões.

Faz-se necessário saber que não há como corrigir o passado. Não importa de que lado esteve. Não tem mais volta… Já passou.

Vivemos em polos que nos aproxima e nos afasta de tudo aquilo que desejamos.

O que fazer então nessa polarização. Como manter o equilíbrio nessa dicotomia do ganhar e do perder?

Como ter forças para recomeçar quando tudo o que você mais lutou para conquistar de repente se perdeu?

Como conviver com a glória quando se está solitário no seu próprio quarto?

O que importa saber é que não existirá um amanhã sem um hoje, nem derrotas e vitórias infinitas.

É fundamental entender que nas subidas e descidas da montanha da vida faz-se necessário constante esforço, perseverança e otimismo. Sem esses ingredientes o grande desafio de viver se torna uma tormenta.

Não importa em qual polo esteja. Tudo o que vivemos deverá ser movido por constante aprendizagem e cabe a uns utilizá-las para se desenvolver e a outros para justificar sua participação no mundo que o cerca.

Finalizo com a pergunta: de que lado você está e o que está fazendo com a sua aprendizagem?

2 thoughts on “UNS E OUTROS NA RODA DA VIDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *